18 de set de 2011

A configuração sonora da imagem do desconhecido

Vejam que legal o trabalho do Fabrizio Di Sarno:

(RESUMO) Este trabalho tem como objetivo analisar as estratégias de utilização do Teremin no cinema visando a utilização deste que é o primeiro instrumento musical eletrônico como configurador da imagem sonora do desconhecido e do maligno. A investigação percorre desde a primeira utilização no filme russo Odna (1931), nos filmes Noir de suspense da década de 40, nos filmes de ficção científica dos anos 50 até o uso parodial do instrumento depois de 1990.


Para ler mais, é só acessar:
http://socine.org.br/adm/ver_sem2.asp?cod=10

Estou torcendo por mais e mais publicações da parte dele sobre o teremin!

UPDATE 29/SET/2011:
Nos dias 24 e 25 de setembro de 2011 tive o prazer de conhecer o Fabrizio, trocar umas idéias e até gravar uma entrevista descontraída. Nada me deixa mais feliz do que encontrar mais um aliado competente na jornada de thereminização brasileira. Aqui está a prova do crime, ele experimentando um dos meus theremins:


E vamos aí galera, thereminizar esse Brasil!
uuuUUUUUUUuuuuuuuiiiiIIIiiiiiuUUUuuuu


UPDATE - maio/2012:
Aqui está a dissertação de mestrado do Fabrizio di Sarno:
“Efeitos do Teremin no Imaginário Cinematográfico Norte-Americano”

http://portal.anhembi.br/publique/media/fabrizio_di_sarno.pdf

Muito bom o trabalho! Mais tarde faremos comentários mais específicos.

Um comentário:

Fabrizio Di Sarno disse...

Valeu Silas! Sua ajuda tem sido fundamental no meu trabalho sobre o Teremin na trilha sonora. Parabéns pelo seu excelente trabalho de divulgação do instrumento.E parabéns também pela sua hbilidade no Teremin!!
abraços!
fabrizio.