20 de out de 2010

Aniversário de 1 ano! Balanço geral

Já fiz aqui posts emocionados, mas esse é o maior deles. Esse post comemora 1 ano desde que comecei a tocar theremin, em setembro de 2009. Foi uma jornada emocionante. Nesse ano que passou desde a aquisição do instrumento pude conhecer gente incrível, do país e do mundo. Ganhei muitos presentes e convites. Pude ampliar meu currículo, tocando e palestrando por aí, botando em prática tudo que eu vinha pesquisando. Pude investir em instrumentos, livros e outros produtos relacionados, sempre compartilhando todas as informações e as opiniões pelo blog. Ousei até demais.

O presente blog é anterior a isso; foi aberto em 2008 quando eu comecei a pesquisar sobre o instrumento. Através do blog e do meu canal no YouTube muita gente acompanhou minha jornada desde antes de eu começar a tocar.

Meu primeiro instrumento foi um RDS Theremin. As primeiras fotos estão nessa galeria:

As primeiras gravações estão no arquivo do blog. Revirei meus DVDs e encontrei outras gravações minhas entre 3 e 5 meses de prática de theremin, e resolvi mostrar aqui. Respectivamente vocês vão ouvir: Rainha da noite (Mozart), Greensleeves (tradicional britânico), Noite feliz (Franz Gruber), O que é o que é (Gonzaguinha):
Gravações de Theremin (iniciante: entre 3 e 5 meses de prática) by SilasCo


Estou melhorando, comparem essas gravações do passado com as mais recentes. É tão bom ver a evolução!

Falando nisso, é bom ressaltar que nenhum instrumentista iniciante em sã consciência mostra seus esforços desde o primeiro dia, como um reality show, em vídeos e blog da internet. É até constrangedor ver a pessoa se esforçando pra tocar melhor e melhor, mesmo que tenha um desenvolvimento acelerado. Mas eu me justifico. Por que diabos eu tive essa atitude "exibicionista"?

Através dessa atitude de "dar a cara a tapa" com o meu BBT (Big Brother Theremin), eu pude tornar o theremin mais acessível: levei conhecimento do instrumento a várias pessoas e mostrei que é possível tocá-lo melodicamente - que não é coisa de outro mundo, nem exclusividade de superdotados ou ricos. Gente comum, com um mínimo de conhecimento musical e prática em qualquer instrumento, pode tocar theremin. Eu provei isso e deixei o registro em vídeo e audio para todos conferirem, passo a passo.

Além do mais, no Brasil ainda não temos tantos esforços em theremin "melódico", então eu tinha que dar esse passo - conforme acontece no mundo todo - mesmo sendo mediocre se exibir tanto errando uma nota aqui e ali, ou sem expressividade musical profissional. Mesmo sendo uma atitude aparentemente narcisista, essa cultura de prática e divulgação do theremin melódico precisava surgir no Brasil, e eu não podia ficar de braços cruzados esperando.

A partir de então, vou tentar postar na rede apenas gravações e vídeos de qualidade superior. É o fim do BBT! Pretendo postar também mais produção acadêmica, composições, dicas de produtos, etc. para elevar o nível do blog. Tenho recebido em média 3 emails por dia devido ao blog, sem contar as mensagens via comentários aqui no blog e pelo youtube também. Creio que o movimento vá aumentando ao longo dos anos, graças à divulgação de vocês, amigos leitores. Não tenho estatísticas quanto à quantidade de acessos, nem me preocupo com isso. Vamos lá, precisamos thereminizar o Brasil, CQC (Custe o Que Custar).

O principal objetivo desse blog - thereminizar - está sendo cumprido, conforme o testemunho desses 2 anos de blog e 1 ano de performance. Nesse último ano ajudei a mais de 10 pessoas a adquirir um instrumento. Dei até algumas aulinhas de graça pela net instruindo via email ou pela webcam - embora isso jamais substitua uma aula pessoalmente.  Ao todo, recebi e respondi mais de 580 emails da parte de brasileiros. Percebi que está crescendo o público de apreciadores de theremin e simpatizantes. Isso é thereminizar, isso é exaltar a música de theremin.

Tá aí meu último desafio cumprido no primeiro ano de prática: explorar o extremo agudo do theremin indo além do flautim e além do piano. Na primeira parte eu tento fazer escalas e arpejos em dó maior, e na segunda parte tento tocar "Auld Lang Syne" em fá sustenido, indo uma quinta acima do piano, bem além do flautim também:
Extremo agudo do RDS Theremin, entre 2KHz e 6KHz. by SilasCo

No extremo agudo o RDS Theremin soa melhor com Waveform totalmente no sentido horário (bem senoidal) e Brightness totalmente no sentido anti-horário (bem opaco). Só faltou tocar o solo grandioso de flautim de "Stars and Stripes forever" uma quinta acima (risos)

Nenhum comentário: